CUSTOS DOS CUIDADOS DE SAÚDE NA SIC-FI

O suporte parentérico é uma terapêutica essencial para a vida dos doentes com síndrome do intestino curto com falência intestinal (SIC-FI), mas tem custos elevados e obriga a uma utilização extensiva de recursos médicos.1,2

Os custos diretos da SPD na Europa variam entre 60-130€ por dia e envolvem:3–5

  • Solução de nutrientes
  • Kits de pensos
  • Equipamento de administração
  • Bomba de perfusão

Os dados indicam que o suporte parentérico (SP) no domicílio (suporte parentérico domiciliário; SPD) custa 30%-60% menos do que o custo de SP no hospital.

Os custos adicionais incluem consultas médicas, análises laboratoriais, enfermagem ao domicílio ou novas hospitalizações devido a complicações da terapêutica, que ocorrem em média uma ou duas vezes por ano.5,6

Além disso, a SIC-FI pode ter um impacto financeiro direto nos doentes e nas suas famílias devido à dificuldade de encontrar ou manter um emprego, reduzindo potencialmente o seu rendimento familiar de forma considerável. 1,6,7

 

Figura 5. A gestão da SIC-FI obriga a uma utilização extensiva de recursos de saúde.1,2,8

Data de preparação: abril de 2021 C-ANPROM/PT/REV/0010